Duran Duran – A fase clássica

03

 

Duran Duran – A fase clássica (1981-1985)

 

por Almir Santos

Em 2018 o Duran Duran, um dos ícones do rock britânico dos anos 80 já vai completar quatro décadas de existência. Os garotos do subúrbio de Birminghan aliaram a força do punk rock que dominava as paradas na época, e acrescentaram fortes elementos da disco music e influências de David Bowie e Roxy Music, se tornando um dos principais nomes do movimento New Romantic. Após três álbuns de grande sucesso, o Duran sofreu duas baixas. Em sua quarta passagem pelo Brasil, quem for ao Lollapalloza terá a oportunidade de ver oitenta por cento da formação clássica, o único desfalque é a ausência de Andy Taylor. Em 1986 o guitarrista deixou a banda para iniciar uma carreira solo, reduzindo o Duran Duran a um trio, uma vez que no mesmo ano o baterista Roger Taylor também debandou, cansado dos excessos do rock. Após várias mudanças, onde novos membros entraram e saíram da banda em 2001 foi anunciada a volta da formação original. O vocalista Simon Le Bon, o tecladista Nick Rhodes trouxeram de volta o baixista John Taylor, o guitarrista Andy Taylor e o batera Roger Taylor para uma turnê de reunião e a gravação de um álbum ( Astronaut, de 2004). Alegando divergências musicais Andy Taylor deixa novamente a banda, que vem se apresentando como um quarteto a partir de 2006. Momento esse mais que oportuno para dar uma garimpada na primeira fase da banda e seus três discos de estúdio essenciais e um recomendado registro ao vivo.

Duran Duran (1981)
dddd

Em sua estreia , alcançaram o terceiro lugar da parada britânica, mas o disco só seria lançado nos Estados Unidos dois anos depois, quando a banda já dominava a MTV, com os clipes do segundo trabalho, Rio. Destaque para “Planet Earth”, “Girls on Film” e “Careless Memorires”.

Rio (1982)

ffff

Impulsionados pelos clipes do diretor Russel Mulcahy, Rio conquistou as paradas norte americanas e consequentemente, o mundo. Rio figura sempre em listas de melhores discos de todos os tempos. “Rio”, “Save a Prayer” e “Hungry Like the Wolf” são alguns dos clássicos do álbum.

Seven and the Ragged Tiger (1983)

FFFFFF

Um pouco menos inspirado que o anterior, porém o terceiro e último trabalho da fase clássica ainda contém os vigorosos hits  “The Reflex”, “New Moon on Monday” e “Union of the Snake.

 

Arena ( 1984)

hhhhh

Registro de vários momentos ao vivo da turnê de “Seven” pelo mundo, Arena ainda contém o single “Wild Boys”, o hit mais pesado do Duran, como bônus. A versão de “New Religion” destaca a competência instrumental dos músicos.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *